Reiki

/Reiki
Reiki 2018-05-18T20:47:11+00:00
5227

O que é o Reiki?

(Texto de Johnny De’Carli adaptado por Ailla Pacheco)

Reiki é um sistema natural de harmonização e reposição energética que objetiva restabelecer a conexão consigo mesmo, manter ou recuperar a saúde. Funciona como um instrumento de transformação de energias nocivas em benéficas.

Rei significa universal e refere-se ao aspecto espiritual, a essência energética cósmica que permeia todas as coisas e circunda tudo o que existe. Ki é a energia vital individual que flui em todos os organismos vivos e os mantém. A energia Reiki é um processo de encontro dessas duas energias essenciais para o equilíbrio. Portanto, o Reiki é a energia vital universal, que vem da fonte suprema, ou seja, de Deus ou do Universo.

A energia Reiki é uma das maiores forças deste planeta para a evolução das pessoas, um caminho de harmonização interior e com o Universo. O Reiki é aplicado principalmente com suaves imposições das mãos e consiste na capacidade de curar através da força do amor. O Reiki é totalmente independe de religião ou crença, pois é uma energia disponível e inerente a todo ser vivo, podemos aplicá-lo em pessoas, plantas, animais, ou para harmonização do meio físico em que vivemos.
Ao receber a poderosa e sagrada energia Reiki, desencadeamos o estado de autoconhecimento, tornando-nos seres mais saudáveis e integrados. Reiki é um presente poderoso, uma oportunidade para o paciente ou iniciado crescer e transformar-se. É um poderoso antídoto contra os males que degeneram a humanidade.

– Curso e Iniciação em Reiki – Como se tornar um Reikiano?

Na origem da humanidade, o ser humano mantinha seus canais de energia intactos, com o processo de esquecimento de nossa origem, enfraquecemos esses canais de ligação com o cosmos e conosco mesmos. Deixamos de usá-los e passamos a não receber toda a energia necessária para o nosso bem estar. Passamos a reter somente a energia vital indispensável ao sustento do nosso processo bioquímico.
Mikao Usui (sistematizador do método Reiki) descobriu como nos religar à “Energia Vital do Universo”. O “religare”, esse processo ao qual primeiramente foi dado o nome de “Reiju”, no Japão, hoje recebe várias denominações, como”iniciação”, “processo de ajustamento”, “sintonização”, “harmonização” ou “attunement” (pôr em harmonia), como é usado nos EUA. As sintonizações são justamente o cerne do “Sistema Usui de Cura Natural” (Reiki), tornando-o diferente de outras práticas terapêuticas que podem ser assimiladas através da leitura de livros, apostilas, etc. A “ativação energética”, como também é chamada, é um presente, um verdadeiro milagre que, para sempre, muda a vida do iniciado de maneira muito positiva e profunda. A sintonização acontece nos cursos de Reiki e acende uma luz num ambiente escuro, despertando dons que um dia foram universais, mas que hoje estão praticamente esquecidos. No processo de sintonização, todos os canais de força do corpo, responsáveis pela captação e distribuição da nossa energia, são reativados para funcionarem nos moldes originais, proporcionado a condição de tratar e harmonizar não somente a nós mesmos, como a todos que toquemos.

A iniciação do Reiki, quando um novo reikiano é despertado, é um momento sagrado de grande beleza e este processo maravilhoso o tornará definitivamente um canal de Reiki. Uma vez estabelecida a ligação, as mãos irradiam energia quando colocadas sobre as partes doentes, aliviando males físicos, emocionais ou energéticos.

O Reiki vem diretamente da mais alta “Fonte Espiritual” e as iniciações devem, portanto, ser tratadas com o maior respeito. Elas são muito precisas e só podem ser transmitidas por um mestre de Reiki devidamente habilitado.

O mestre de Reiki não exerce poder sobre seus alunos, nem pode ser considerado, obrigatoriamente, melhor ou mais evoluído que eles. O mestre é um instrutor que escolheu aceitar a grande responsabilidade de passar aos interessados o conhecimento que adquiriu. Um verdadeiro mestre de Reiki recebeu uma série de transmissões de energia e de conhecimentos e está apto a aplicar, a ensinar e ativar esta energia nos outros.

O ser humano pode ser comparado a uma instalação elétrica completa, cuja lâmpada não acende por estar desatarraxada. O que o mestre de Reiki faz é somente ajustar o contato da lâmpada. Todos podemos ser canais de Reiki. Somos reikianos em potencial, já nascemos com os canais. O reikiano não é criado pelo mestre e sim despertado.

A partir do momento da iniciação, abre-se dentro da pessoa uma porta que, uma vez transposta, introduz uma nova realidade. O iniciado converte-se em um verdadeiro canal de energia Reiki, ou seja, terá sempre contato com essa “Energia Universal” e poderá aplicá-la quando quiser. Damo-nos conta de que somos capazes de nos ajudar e de proporcionar conforto ao próximo necessitado, fazendo fluir a”Energia Universal”, cósmica, espontânea e ilimitada, com um simples gesto, bastando impor as mãos para que flua. É tão simples que resistimos até a crer que seja real.

Quando nos convertemos em canal de Reiki, nos tornamos um meio através do qual a “Energia de Amor Universal” é conduzida. O Reiki é uma energia de amor canalizada através do nosso Chacra Cardíaco. Abre para nós um mundo totalmente novo, diferente, que a princípio não acreditávamos poder existir.