Yoga para Crianças: Psicologia, Comportamento, Aprendizagem e Psicomotricidade

Olá essencial!

Tudo bem?

Aqui é a Ailla Pacheco e no artigo de hoje eu vou abrir para você meus conhecimentos Psiconeuroterapêuticos para lhe apresentar alguns conceitos muito importantes sobre a prática do Yoga para crianças, a partir de uma perspectiva científica. Então, vamos lá!

A PSICOLOGIA pode ser descrita como uma ciência que estudo e trata dos estados e processos mentais, do comportamento do ser humano e de suas interações com um ambiente físico e social.

Os COMPORTAMENTOS, por sua vez, podem ser descritos como procedimentos de alguém face a estímulos sociais ou a sentimentos e necessidades íntimos; ou uma combinação de ambos.

Já a APRENDIZAGEM é um processo de mudança de comportamento obtido através da experiência construída por fatores emocionais, neurológicos, relacionais e ambientais.

Aprender é o resultado da interação entre estruturas mentais e o meio ambiente. Logo, o processo de aprendizagem pode ser descrito como a mudança de comportamento resultante da experiência, sendo assim, praticamente todos os nossos comportamentos são aprendidos.

A PSICOMOTRICIDADE, por sua vez, pode ser compreendida como uma integração das funções motoras e psíquicas em consequência da maturidade do sistema nervoso.

Mas afinal, o que o Yoga tem a ver com todos os conceitos apresentados acima?

O Yoga contribui para a moldagem do comportamento e naturalmente, com o processo de aprendizagem e construção psicossocial do indivíduo e portanto, é imensamente importante na fase infantil. Além de disso, o Yoga contribui positivamente também, na PSICOMOTRICIDADE, na medida em que estimula a comunicação através do corpo, educa os movimentos motores, estimula as funções da inteligência e integra todos esses pilares ao despertar da consciência corporal, oferecendo inúmeras oportunidades educativas, a citar: desenvolvimento mental e corporal, interação social (e socialização), o aprendizado através da brincadeira, estímulo à criatividade, à cooperação e à criação, além de desenvolver auto-conhecimento, inteligência emocional e auto-desenvolvimento.

O desenvolvimento motor é o resultado da maturação dos tecidos nervosos, do crescimento dos músculos e ossos e da evolução da complexidade do sistema nervoso central. A estimulação do desenvolvimento psicomotor é fundamental para que ocorra conscientização dos movimentos corporais e a sua natural interligação saudável com as
emoções, ações e expressões. Sendo assim, um perfeito desenvolvimento de nosso corpo não ocorre somente mecanicamente e portanto, para que possamos ensinar à crianças, de forma a preconizar todos os processos envolvidos na sua maturação, é extremamente válido desenvolver as práticas de Yoga a partir do preceito de estimular a capacidade de ADAPTAÇÃO. Isso significa que, as práticas para crianças precisam ser,
necessariamente e absolutamente muito diferentes das aulas para adultos.

Adaptar e aperfeiçoar as habilidades de ensino é uma constante na vida de um professor que trabalha com crianças e isto requer criatividade, amor, respeito à essência e subjetividade de cada aluno e também, é claro, muito estudo e dedicação. Isso significa que não é qualquer professor de Yoga que está apto a ministrar aulas de Yoga para
crianças, é necessário portanto, que ele tenha conhecimento suficiente e específico para realizar as adaptações necessárias.

A natureza da criança é naturalmente mais inquieta, ativa e curiosa; elas ainda estão conhecendo o mundo e se mostram ansiosas para absorver cada detalhe. Assim, elas não costumam ficar sentadas, em silêncio ou imóveis (estáticas) por muito tempo.

O grande segredo para ensinar crianças é integrar brincadeiras, histórias, jogos, espírito lúdico, criatividade e adaptação para que se possa ganhar a atenção desses Seres.

Como? Brincando! De que maneira? Através do lúdico!

É indispensável portanto, que todo processo educativo se disponha de um espaço e um tempo para a criança brincar e, assim se desenvolver, crescer, se auto-conhecer, se comunicar e se revelar. No brincar a criança se expressa e constrói um espaço de experimentação, de prática e de ressignificação.

Durante uma brincadeira – integrada à prática do Yoga – a criança está desenvolvendo lateralidade, coordenação motora, desenvolvimento da noção espacial, flexibilidade, equilíbrio, integração social e o aprendizado sobre a convivência com os outros, exercitando maior interação e compreensão sobre as relações.

É importante mencionar a importância desta interação também na vida do adulto, pois quando estamos ensinando, estamos aprendendo e crescendo. Quando o adulto se permite brincar e se entregar ao momento lúdico, pode exercitar a ressignificação de conteúdos adormecidos da sua própria criança interior.

Sendo assim, o Yoga para crianças, como atividade lúdica é um instrumento prático e investigativo, que permite ao sujeito expressar-se de forma livre e espontânea, constituindo-se como uma importante ferramenta simbólica, na qual, através dos jogos e brincadeiras, os indivíduos envolvidos aprendem sobre as relações estabelecidas com o
outro e consigo mesmo.

Confira alguns dos vídeos da personagem animada “Aillinha” desenvolvidos especialmente para nossas crianças:

– Afinal, o que é Yoga? Aprenda com a Aillinha:

 

– Afinal, o que é meditação? Aprenda com a Aillinha:

 

– Afinal, o que é um Pránáyáma? Aprenda sobre respiração com a Aillinha:

 

Em minha Clínica, localizada em Belo Horizonte, oferecemos aulas individuais de Yoga para crianças, com ênfase no trabalho Psicoterapêutico, especialmente desenvolvido e adaptado para as necessidades de cada pequeno. Além disso, no meu curso de Formação em Yoga, ofereço uma abordagem especial em Yoga para crianças, com o objetivo de melhor habilitar os profissionais que pretendem atuar com esse público tão especial!

Venha conhecer o nosso trabalho, realizado com muito amor! E se você mora em outra cidade, continue nos acompanhando em nossas redes sociais, pois frequentemente oferecemos gratuitamente aos nossos seguidores diversos conteúdos relacionados ao Yoga e outras práticas integrativas de saúde.

Eu espero que você tenha gostado desse artigo! E lembre-se sempre: Seja a sua essência, essencial’mente!

Namastê!

Com amor,
Ailla Pacheco.

Todos os conteúdos e textos desse site estão registrados e protegidos por leis que regem direitos autorais. Se compartilhar algum deles, credite sua autora: Ailla Pacheco.